Tempo de leitura: 3 minutos

USANDO A TECNOLOGIA EM SEMENTES PARA OTIMIZAR O USO DA ÁGUA

Uma das aplicações mais surpreendentes da tecnologia agrícola é a tolerância das culturas à seca... À medida que mudanças climáticas acontecem, sementes eficientes podem ajudar os agricultores a produzir alimentos usando menos água.

 

ESTUDO DE CASO: Milho com uso eficiente de água para a África [WEMA]

Milhões de agricultores dependem das chuvas para regar suas culturas, o que afeta sua capacidade de alimentar suas famílias e apoiar a economia. Mas o que acontece quando ocorre uma seca? Graças à tecnologia de melhoramento de plantas, a principal fonte de alimento da África, o milho, pode agora ser produzida com características tolerantes à seca, protegendo a cultura durante o estresse ambiental imprevisível.

 

Desenvolvido e distribuído com cuidado

O projeto WEMA é uma parceria público-privada única liderada pela Fundação Africana de Tecnologia Agropecuária (AATF) baseada no Quênia e financiada pela Fundação Bill e Melinda Gates, Fundação Howard G. Buffett e USAID. A WEMA utiliza técnicas de melhoramento convencional para desenvolver sementes tolerantes à seca. Elas são, então, distribuídas por meio de empresas de sementes locais de toda a África Subsaariana, e essas empresas não pagam royalties, para que as sementes sejam mais acessíveis aos agricultores. A esperança é que uma cultura tolerante à seca permita um abastecimento alimentar mais garantido.

wema_3wema_3

 

Contribuindo para uma economia mais estável

As sementes tolerantes à seca significam muito mais do que a segurança alimentar. Com uma colheita mais confiável, os agricultores não estão apenas alimentando suas famílias, mas também vendendo safras excedentes, melhorando seus rendimentos e fortalecendo sua economia local. Quando as colheitas são estáveis, os produtores ficam mais propensos a investir em novas técnicas que tornam suas operações mais sustentáveis.

 

Uma Segunda Linha de Defesa

O projeto WEMA não trabalha apenas para oferecer sementes com melhores condições de resistência à seca, mas também usa técnicas avançadas de biotecnologia para ajudar a combater pragas. Sem a proteção do milho contra insetos, os agricultores têm pouca escolha senão pulverizar suas culturas com inseticidas. Não só a proteção contra insetos pode ajudar as sementes a evitar danos, mas também pode melhorar sua capacidade de absorver água e outros nutrientes de que necessita com mais eficiência. Tudo isso é bom para o agricultor e para o meio ambiente.

wema_5wema_5

O acesso a novas tecnologias é fundamental para melhorar a sustentabilidade nas explorações agrícolas de todos os agricultores, grandes e pequenos. Os pequenos agricultores em países em desenvolvimento podem causar menos impacto no meio ambiente, mas quando as inovações ajudam os agricultores a trabalharem em melhor harmonia com seu ecossistema, eles também melhoram seus meios de subsistência e as economias locais. Melhores colheitas podem levar a uma maior segurança alimentar, e possivelmente a uma maior segurança econômica. Os avanços na Agricultura Moderna realmente têm o poder de afetar positivamente o mundo em que vivemos.

 

Artigos relacionados

Tempo de leitura: 4 minutos

Uma visão do interior da caixa de ferramentas de proteção de cultivos

Quando se trata de tomar decisões sobre a proteção de cultivos nas fazendas, os produtores têm muitas opções. Desde os espantalhos que eram usados pelos antigos egípcios, estas práticas evoluíram ao longo do tempo e se tornaram mais eficientes do que nunca. Você sabe o que há hoje em dia na caixa de ferramentas de proteção de cultivos?